Skip to main content

Os Oito Princípios da Criação com Apego

Os Oito Princípios da Criação com Apego

(traduzido e adaptado por Thiago Queiroz, da versão inglesa, link original)

As páginas seguintes contêm uma versão condensada dos Oito Princípios. Se você possuir dúvidas sobre estes Princípios, ou sobre como aplicá-los na sua família, por favor, entre em contato com um Líder API próximo a você, ou poste suas dúvidas e comentários no fórum da API.

A missão da Attachment Parenting International (API) é promover práticas de criação que criam vínculos emocionais fortes e saudáveis entre pais e filhos. A API acredita que a prática da Criação com Apego (do inglês Attachment Parenting – AP) atende às necessidades da criança de confiança, empatia e afeição, provendo a base para uma vida repleta de relacionamentos saudáveis.

Enraizado na teoria do apego, a Criação com Apego foi estudada amplamente, durante mais de 60 anos, por pesquisadores de psicologia e desenvolvimento infantil, e, mais recentemente, por pesquisadores estudando o cérebro. Estes estudos revelam que bebês nascem com fortes necessidades de ser alimentados e de permanecer fisicamente próximos ao cuidador principal, normalmente a mãe, durante os primeiros anos de vida. O desenvolvimento emocional, físico e neurológico da criança é amplificado quando as necessidades básicas são atendidas consistentemente e apropriadamente. Estas necessidades podem ser resumidas a proximidade, proteção e previsibilidade.

O choro, agarração e sucção do bebê são as primeiras técnicas para manter a mãe por perto. Enquanto a criança cresce e sente-se mais segura em seu relacionamento com a sua mãe, ela está mais apta a explorar o mundo ao seu redor e a desenvolver laços fortes e saudáveis com outras pessoas importantes em sua vida.

A fim de ajudar os pais em sua jornada, a API criou Os Oito Princípios da Criação com Apego. Estas orientações são fundadas em investigações sérias e são conhecidas por serem eficazes em auxiliar crianças a desenvolver ligações seguras.

A API reconhece que cada família tem circunstâncias únicas, com recursos e necessidades distintas. Os Oito Princípios da Criação com Apego se propõem a ajudar pais a entender melhor o desenvolvimento normal dos filhos, a identificar as necessidades de seus filhos, e a responder aos seus filhos com respeito e empatia. Educando-se sobre o desenvolvimento e saúde de seus filhos, os pais tornam-se mais conscientes e sintonizados com as necessidades de seus filhos, quando tomam decisões.

Desenvolvido para promover uma ligação otimizada, estes princípios são definidos de maneira desenvolvida e abrangente o suficiente para serem aplicados a uma grande extensão de realidades familiares. Estes princípios podem ser aplicados através das práticas traçadas neste documento. Os Oito Princípios tratam dos comportamentos que promovem o apego, que podem ser iniciados durante a gestação e estendido até os sete ou oito anos do seu filho.

Apesar de termos como "mãe", "pai", e "cuidador" serem usados em Os Oito Princípios, a API abraça a diversidade das estruturas familiares e valoriza todas as pessoas na vida de uma criança que estimulam um relacionamento com apego, com a criança sob seus cuidados.

A API também publicou um documento tratando da preservação do apego com crianças mais velhas.

A Criação com Apego não é uma receita de bolo para criação de filhos, portanto, a API recomenda que os pais usem seu próprio julgamento e intuição para criar um estilo de criação que incentive o apego, e que funcione para sua família. Algumas práticas listadas em Os Oito Princípios são inerentemente mais "promotoras de apego" que outras.

As práticas mais ideais são listadas primeiro. Muitos grupos de suporte do API iniciam cada reunião dizendo "Pegue o que funciona para a sua família e deixe o resto." Este sentimento também se aplica paraOs Oito Princípios.

Para mais informações ou ajuda na aplicação dos princípios ou práticos dos princípios para uma circunstância específica de família, por favor, visite um grupo de suporte a pais API ou entre em contato com um Líder API.

What People Say About API

They are the real deal

Let me just put it out there like it is: in this age of taxes and required subsidizing it is difficult to give money. However, AP is our life. I can think of no better organization to happily and joyfully give my money to than API. They are the real deal, no fake people or shady motives.